.

.

terça-feira, 24 de março de 2015

"Revelações" - Leia Jó 4:12-19


Frequentemente as pessoas tem dificuldade em "classificar" certas experiências espirituais. Quando a coisa não vem de forma absolutamente grosseira, somos tendentes a descartar que tenha sido interferência das trevas. Sim, nossa pouca experiência e excessiva tolice às vezes nos deixam em dúvida. Mas aqui ouso dizer que a experiência que esse amigo de Jó vivenciou não era algo do Bem. A noite ele foi tomado pelo medo, ficou todo arrepiado, sentiu uma presença estranha mas não soube discernir o que era. E essa presença lhe sussurrou coisas no ouvido; afirmativas sutis que, imperceptivelmente, colocava Deus como oponente dos homens. Falava de um Deus que põe defeito em tudo, que consegue encontrar impureza até em seus anjos. Essa voz desencorajava o homem de procurar evoluir por ser algo inútil. Certamente não era a voz de Deus. E notemos que todas as afirmativas desse amigo de Jó se basearam nessa visão distorcida de Deus. 100% de mentira pode ser fácil de ser detectada mas mentiras entremeadas de verdades é que tem feito as pessoas caírem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário