.

.

sábado, 19 de março de 2016

Algumas considerações sobre RELIGIÃO



O que EU entendo por RELIGIÃO?  Claro que existem outros conceitos mas aqui vou dar o meu. E vou começar dizendo que, para mim, religião não é algo que eu deva praticar com o fim de chegar em Deus. Não acredito que a religião me leve a ele.

Entendo que religião é A FORMA QUE EU ESCOLHI PARA SERVIR A DEUS. É a maneira que eu encontrei para colocar em prática aquilo que eu creio.  Só. E sendo assim sou levada a acreditar que todo mundo que crê no evangelho tem uma religião - formal ou informal, mas tem.

Quanto a essa forma de colocar em prática aquilo que eu creio, posso encontrar minha maneira, bem particular,  ou posso aderir aos modelos pré-fabricados que vemos por aí, se eles coincidem com o que eu acredito.  Tudo parece muito simples mas complica quando as propostas "pré-fabricadas" não coincidem com o que eu acredito, pelo contrário: querem impor algo que, por fim, me violenta. Vemos então que a religião pode ser péssima, nociva, imprestável, emburrecedora.  Frequentemente é.

Não se pode forçar uma pessoa que calça 42 a caminhar com sapatos 37.   Mas infelizmente há muita gente assim: vestindo uma religião que não lhe cabe, que não faz sentido, que não coincide com os anseios da pessoa e só serve para oprimir sem trazer alegria ou benefício algum.

Quem crê, pratica o que crê. Quem não pratica deveria se perguntar se realmente creu. Bem, se eu creio no Evangelho, então minha religião será praticar o Evangelho de acordo com a minha consciência. Posso nunca pisar em um templo, posso não ler uma Bíblia, posso jamais parar para ouvir um sermão mas se pratico algo costumeiramente motivado pela minha fé, então estou praticando uma religião ainda que seja uma religião sem nome, sem templo, sem rito e sem sacerdote.

Por isso pra mim soa meio estranho quando alguém diz  "eu não tenho religião!"   Então vocÊ não pratica nada do que diz que crê? Você não tem um conjunto de costumes e atitudes relacionados à sua fé?  Não há coisas que faz sempre, sozinho ou acompanhado? 

ORAR
ESTUDAR A BÍBLIA
COOPERAR COM A OBRA DE DEUS
AJUDAR AS PESSOAS
ADORAR A DEUS EM PARTICULAR, DE FORMA DEVOCIONAL
LOUVAR A DEUS DE VÁRIAS FORMAS
REUNIR-ME COM OS IRMÃOS E FOMENTAR A COMUNHÃO
EVITAR A CORRUPÇÃO DO MUNDO
INTERCEDER PELAS PESSOAS
FALAR COM DEUS, CONVERSAR COM DEUS
DESFAZER AS OBRAS DO DIABO

Essas são práticas de quem crê no Evangelho, portanto, práticas religiosas, práticas de fé.  Posso arranjar outro nome menos "ofensivo"  e mais politicamente correto mas qualquer pessoa menos preconceituosa entenderá que todas essas práticas estão relacionadas à religiosidade.  Querendo ou não, conscientemente ou não, essas práticas voltadas para Deus são práticas religiosas.

O meu entendimento é que as práticas religiosas não existem PARA ME LIGAR A DEUS mas existem PORQUE ESTOU LIGADA A DEUS.  Meu coração simplesmente pede.

Quando pratico uma religião sem refletir sobre ela ou sem que ela expresse uma fé verdadeira, aí sim a religião se torna vazia, sem sentido e idiotizante. Se tudo não passa de ritos e costumes que vou praticando com o "piloto automático", aquilo não me acrescenta nada. Posso cantar para louvar a Deus e fazê-lo feliz e com consciência ou posso simplesmente cantar mecanicamente sem sequer refletir na letra da canção.

O problema não é a religião em si. O problema é a burrice de praticar algo que não faz sentido e nem parar pra questionar.  O problema é  também a hipocrisia de praticar ritos externos que não coincidem com a verdade da minha vida. Sim, prefiro implicar com a palavra HIPOCRISIA do que com a palavra RELIGIÃO.  

O que há de errado com o dinheiro? Com o dinheiro nada. Mas já vi muita gente ambiciosa e mesquinha
O que há de errado com o sexo?  Com o sexo nada. Mas já vi muita gente viciada em sexo e muita gente que põe filhos no mundo de forma irresponsável por causa de sexo.
O que há de errado com a religião? Com a religião nada. Mas já vi muito religioso hipócrita e julgador.

O que há de errado é com a forma vazia, robotizada e sem significado com que muitos praticam inutilmente uma religião.

Não lembro de Jesus criticando a religião em momento algum. Ele criticava A HIPOCRISIA. Infelizmente as pessoas acham que religião e hipocrisia são palavras sinônimas, mas não são. 

Vemos a Bíblia repleta de histórias de pessoas que praticavam a sua fé de modo vívido e sincero e com isso agradavam a Deus. Quase todos os personagens bíblicos tinham uma vida devocional. O profeta Samuel era totalmente dedicado a Deus e se criou no templo. Era religioso, mas não vazio. O que ele praticava fazia sentido em seu coração. E Daniel? Daniel orava "religiosamente" três vezes ao dia.  Deus nunca disse que isso estava errado.  Os discípulos também só pararam de ir ao templo , depois da ressurreição de Jesus, quando os religiosos os expulsaram.  E os salmos que Davi compunha para serem usados nas cerimônias religiosas?  Nenhuma dessas pessoas foi criticada por praticarem sua fé de forma organizada, sistemática e costumeira.  

Cada vez que cantamos um cântico sem coração, sem consciência, estamos praticando uma religião.

Se há alguma coisa de errado na religião é a sua capacidade de, mal utilizada, formar perfeitos idiotas e perfeitos hipócritas porque é possível pratica-la sem entendimento algum. Da mesma forma que o dinheiro tem a capacidade de despertar roubo e usura; da mesma forma como o sexo pode levar à pedofilia e a diversas taras e a comida pode levar à glutonaria e à diversas doenças, a religião pode levar à cegueira espiritual - ou não. Tudo depende de como você a pratica. 

Em Lucas 2:25-28 vemos duas pessoas muito dedicadas a Deus, religiosas, que foram mencionadas como fiéis e dignas, não como cegas e hipócritas.

Pra finalizar:

A Bíblia não fala exatamente contra ter uma religião, mas CONTRA A RELIGIÃO INÚTIL E VAZIA:   "Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã"Tiago 1:26  -   Quer dizer que a religião dele poderia não ser vã. 

E aqui segue mais um versículo que usa o termo "religião" sem ser da forma pejorativa como usamos hoje.  Aqui vemos claramente que Deus não é contra. Pelo contrário, ele diz qual é a religião verdadeira.  CERTAMENTE NÃO É O PACOTÃO OFERECIDO PELO MERCADO RELIGIOSO:

 "A religião pura e imaculada para com Deus e Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo."    Tiago 1:27  

Nenhum comentário:

Postar um comentário