.

.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Coragem





"Então Satanás entrou em Judas, chamado Iscariotes, que era um dos doze discípulos. Judas foi falar com os chefes dos sacerdotes e com os oficiais da guarda do Templo para combinar a maneira como ele ia lhes entregar Jesus. Eles ficaram muito contentes e prometeram dar dinheiro a ele. Judas aceitou e começou a procurar uma oportunidade para entregar Jesus a eles, sem que o povo ficasse sabendo". Lucas 22:3-4


Não acredito que por ter sido "cheio de Satanás" Judas tenha feito algo que jamais desejou fazer. Estou certa de que ele não foi forçado a nada. 

Essa situação é semelhante à bebida: ela só nos dá coragem de fazer aquilo que na verdade já queríamos fazer. A pessoa gesta o pecado e, quando o acalenta, está dando lugar ao diabo. Ele, por sua vez, tenta a pessoa e a enche de coragem para fazer aquilo que  ela na verdade já havia fantasiado no oculto da sua mente. Talvez  ela tenha recriminado a si própria. Talvez tenha sentido um certo remorso por se ver desejando aquilo, mas que desejou, desejou.

Pensando nisso acabei de lembrar de algo bem interessante: a Palavra de Deus nos diz que não devemos nos embriagar com o vinho, no qual existe discórdia, mas ao invés disso devemos nos ENCHER DO ESPÍRITO. 

Certamente o Espírito de Deus opera em nós a vontade de Deus. Mas só se nossa vontade for essa. Ele não nos obriga a nada. Ele não obrigou Pedro a se tornar um mártir. O próprio Pedro disse um dia, do fundo do seu coração, que seguiria Jesus até a morte e daria a sua vida por ele. Naquele momento ele não tinha condição nenhuma de fazer isso mas era verdadeiramente a sua vontade mais sincera. Um dia o Espírito o tornou capaz disso.

Se quisermos, se orarmos pedindo que Deus opere sua vontade em nós, passaremos a desejar ardentemente fazer a vontade de Deus. Só que essa vontade fica muitas vezes "encubada" , sem condições de vir à tona. Falta a coragem, como faltou a Pedro antes do Pentecostes. 

Se formos cheios do Espírito faremos todas aquelas coisas que são vontade de Deus e que sempre sonhamos em fazer mas nunca tivemos coragem. "Embriagados do Espírito" teremos a ousadia necessária. 

Mas qual é a nossa sincera vontade hoje? Há algo lá dentro que você quer fazer mas nunca teve a ousadia suficiente para pôr em prática? Encha-se do Espírito que a coragem vem. "É Deus quem opera em nós tanto o QUERER quando o REALIZAR, segundo a sua boa vontade."

Cristina Faraon

Nenhum comentário:

Postar um comentário