.

.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

A cara das coisas


Será que de vez em quando fazemos uma revisão no "acervo" da nossa alma? Ou existem muitos sentimentos, impressões, planos e fantasias empoeiradas que jamais questionamos?

Se alguém tem dúvida sobre a verdadeira natureza do que guarda dentro de sim, se  aquilo pertence ou não ao reino da luz, a Bíblia propõe um teste interessante:

"E quando qualquer coisa é trazida para a luz, então a sua verdadeira natureza é revelada."  Efésios 5:13

Pensando bem, proponho que esse teste não seja feito apenas quando estamos em dúvida, mas sempre:

O que eu acho melhor não trazer para a luz? Quais meus pensamentos que não devem ser publicados nas redes sociais? Quais as minhas inclinações que não devem ser conhecidas pelos amigos e pelas pessoas que admiro? Que tipo de comentário só posso fazer para um grupo muito seleto de pessoas, para não "queimar meu filme"?

A Bíblia diz que tudo o que se revela é luz. Claro, porque as coisas boas nós temos orgulho e alegria de mostrar. Elas fazem muito bem à nossa imagem. Por outro lado se eu não me sinto a vontade para revelar, pode ser que eu esteja acalentando trevas dentro de mim.

Isso tudo parece muito obvio mas não é. Muitas coisas guardamos dentro de nós mas dizemos para nós mesmos que não há nada de errado com elas. Guardamos porque queremos, mas não seriam necessariamente erradas. Acontece que enquanto estão guardadas, nem nós mesmos atentamos para a sua verdadeira natureza. Até nós somos capazes de nos enganar.

"Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas."  João 3:20

É um caso a pensar...



Nenhum comentário:

Postar um comentário